terça-feira, 10 de maio de 2016

TRIPILICE LAVAGEM DE EMBALAGENS DE AGROTÓXICOS

Foi criada a tríplice lavagem e descarte de embalagem para quem trabalha com agrotóxicos e dedetizadoras com o objetivo de não poluir o meio ambiente com os restos que ficam nos fundos das garrafas, até ai perfeito.
Mas da minha cidade até a cidade de descarte são 118 km, seis horas de ida e volta, mais pedágios.
Dica aos legisladores. Será que as entidades que fazem a coleta seletiva nas cidades,  (na minha cidade chama se CRUMA),  não poderiam ser autorizadas a receber essas embalagens, haja visto eles tem essa função de receber e dar o devido destino para que o plástico seja triturado e transformado em novo material como conduítes, taxo para pedreiro, etc...
Assim ficaria mais próximo para se fazer o descarte  e aumentaria a quantidade de descarte correto e menos poluição ao meio ambiente.
Vamos lá Brasil, das nossas decisões dependerá o futuro.
Compartilhe esta ideia!
Att - cbl.